O que devo ter no meu jardim mágico? | BEDA 2.0 #9

Hello, bruxinhas!

Hoje eu resolvi unir duas coisas que eu gosto muito: conhecimentos sobre plantas e bruxaria! Pra quem não sabe, eu era estudante de Bacharelado em Gestão Ambiental, e eu sempre me interessei muito sobre plantas e solo, acima de qualquer outra coisa no meu curso. Botânica era uma das minhas disciplinas preferidas, pra mim, quanto mais perto da Natureza eu tivesse, melhor eu me sentia. Trabalhei em um projeto de pesquisa fazendo contagem e pesagem de várias plantinhas e quando descobri a magia, a parte que mais me atraiu foi justamente essa de querer saber que planta serve para o quê. 

Pensando nisso, eu resolvi trazer ideias para um jardim mágico, que é o espaço onde nós bruxianes plantamos nossas ervinhas, seja pra magia, pra chás ou pra culinária. Fiquem atentas que as dicas vão ser maravilhosas! Trouxe as principais ervas que podem ser plantadas e para o que servem, se vocês gostarem eu faço com mais algumas.. Eu fiz uma promessa pra mim mesma que quando voltar a morar sozinha vou plantar minhas coisinhas, porque eu sempre ficava me enrolando e agora perdi temporariamente a oportunidade de ter uma casa e minhas coisinhas plantadas :/ Às vezes a gente precisa dessas sacudidas da vida pra nos tornarmos mais pró-ativos em relação a certas coisas. Mas enfim, vamos começar?

P.s.: todas as plantas aqui citadas devem ser plantadas no fim da primavera ou começo do verão. Ou em um lugar que faça calor o ano inteiro. AUAHUAHUAHUHA


Alho
Como plantar: Pegue dentes de alho e enterre os com a parte mais fina pra cima, em pelo menos 2,5cm de profundida de terra úmida. Considere 20 cm de distância entre um alho e outro. Regue em um período entre 10 e 15 dias ou quando a terra ficar seca. É importante deixar o alho ter contato direto com o sol. Deixe sua planta pelo menos 5 horas por dia pegando sol, e tire as ervas daninhas ao redor.
Período de colheita: Quando o caule tiver uns 10cm, você pode podar e evitar que passe de 10 cm. Quando as folhas mais velhas começarem a amarelar, três meses depois, você pode colher sua cabeça de alho. 
Uso na magia: É um excelente protetor e bloqueador de energias negativas. Também traz boa sorte. 
Uso medicinal: É expectorante, diurético, anti-séptico, baixa o colesterol e a pressão, impede intoxicações e é um excelente expectorante.

Alecrim
Como plantar: Pegue alguns galho de alecrim, tire algumas das folhinhas da base do caule e plante com espaçamento de dois dedos.  Coloque em um vaso grande com 2/3 de areia e 1/3 de terra úmida, porque o alecrim prefere solos mais secos. Deixe crescer em uma área que pegue sol, mas não diretamente. 
Período de colheita: Depois de 6 a 8 meses, colha, de preferência no período da manhã. O alecrim é uma planta perene e você poderá colher o ano inteiro, é só manter uma poda e não regar frequentemente, pois você pode matar a planta. 
Uso na magia: Erva protetora e que ajuda a ter uma boa noite de sono. É bom ter um vaso de alecrim perto da cama. Ajuda a combater energias que puxam pra baixo, como depressão e negatividade. É uma planta bastante energética, tendo também energia sexual.
Uso medicinal: Calmante, diminui azias, dores e cãibras musculares, bem como é útil no tratamento de dores no estômago. Ajuda a limpar o fígado, atua no sistema respiratório, contra febres e tosses, ajuda no ciclo menstrual, é diurético e auxilia na circulação.

Manjericão
Como plantar: Jogue as sementes de manjericão em um vaso médio. Se quiser mudar pro solo, faça quando a plantar tiver uns 15cm. As flores devem ser podadas para o crescimento de mais folhas. O manjericão precisa de muito sol e luz pra crescer, além de uma terra bem drenada, fértil e rica. 
Período de colheita: Pode colher depois de 3 ou 4 meses, cortando as folhas a partir da altura de 20cm do solo.
Uso na magia: O manjericão é conhecido por trazer dinheiro e prosperidade, além de ser um excelente aromatizante. 
Uso medicinal: É bom contra infecções respiratórias, problemas digestivos, insônia, cólicas, bronquite e etc.

Manjerona
Como plantar: A manjerona segue o mesmo padrão de plantio do manjericão, a diferença é que ela precisa se manter com mais úmido. Mas também precisa de muita luz direta, e assim como o manjericão, deve ser plantada a pelo menos 40cm de outras. 
Período de colheita: Entre 4 e 5 meses, colher a partir de 15cm de altura.
Uso na magia: Ajuda a impedir violência, ajuda a atrair o amor, a dar um sono tranquilo, traz segurança e abundância. 
Uso medicinal: É bom para tratar a má digestão, asma, tosses, falta de apetite, cólica menstrual e intestinal, baixa libido e resfriados, além de cansaço e reumatismo. 


Orégano
Como plantar: Jogar as sementes em um vaso médio. Se quiser plantar mais de uma no mesmo vaso, tem que respeitar o limite de 30cm de distância uma da outra. Duas semanas após já começa a germinar. O orégano é bem fácil de crescer, mas pra manter ele saudável tem que manter o solo úmido, mas não encharcado. Assim como as anteriores, precisa de bastante horas no sol.
Período de colheita: Depois de 4 a 5 meses, cortar a partir do segundo conjunto de folhas.
Uso na magia: É muito utilizada em feitiços relacionados a proteção, saúde, amor e dinheiro.
Uso medicinal: Ajuda na ansiedade e em dores de cabeça e no corpo. além de possuir propriedades antimicrobianas. 

Tomilho
Como plantar: O tomilho vive em climas que vão de 4° a 27°, podendo suportar temperaturas mais altas ou mais baixas. É fácil de cultivar em qualquer tipo de solo. O espaçamento entre os locais das sementes deve ser de 20cm. O tomilho precisa de sol e precisa estar úmido, mas entre uma regada e outra não tem problema dar uma secadinha. 
Período de colheita: Depois de 5 ou 6 meses, o tomilho dever ser colhido a partir dos 10cm.
Uso na magia: Tem um largo uso na magia. Pode ser usada para atrair amor, sensualidade, alegria, paixão, beleza, etc. Ajuda em questões de estudo, aumentando a concentração. Afasta a negatividade e renova a energia do ambiente, afastado também a inveja e o mal-olhado.
Uso medicinal: O tomilho é um poderoso inimigo da acne, é excelente antisséptico e fungicida.

Bom gente, por hoje decidi falar só dessas que são as mais fáceis de encontrar e as mais gostosas de usar na comida! (Mentira, ainda falta muita coisa!). Mas pra não ficar um post muito enorme, resolvi deixar pra postar mais coisas em um próximo. Espero que esse post seja útil pra vocês! Um beijão e até o post de amanhã!

Comentários

  1. ADOREI O POST! Menina eu vivo querendo fazer um cantinho pra mim no jardim de cara, mas meus cachorros acabam com tudo haha. Mas ainda tenho muita vontade de plantar algumas ervinhas e plantas, adoro mexer com terra. Também não ia de certo, virginiana, filha de ogum, se não gostar de terra é pra dar na cara hahah
    Aproveitando aqui pra agradecer a visita no meu blog, e principalmente pra agradecer pela força que me passaste. Espero que tudo se melhore pra você também, te colocarei em minhas orações colega! <3

    ResponderExcluir
  2. Ahhhhh, que post maravilhoso *0*
    Ter uma mini hortinha com essas ervas é meu sonho!

    Com amor,
    Bruna Morgan

    ResponderExcluir
  3. Amazing magical post, Dear!
    I`m following your blog with a great pleasure with GFC
    Please follow me back - Sunny Eri: beauty experience

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post com as dicas, Rafa!
    E já quero o próximo! ^^
    Quando eu tiver meu cantinho, também quero ter várias plantinhas. Um dia a gente chega lá!
    bjin

    https://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

• Comentários agressivos à autora ou aos leitores do blog não serão aceitos;
• Todos os comentários são respondidos, mesmo que demore uns dias. Se quiser acompanhar a resposta ao seu comentário, clique em "Notifique-me" que fica pertinho da caixa de comentário :)
• Se tiver blog, comente o link dele pra eu retribuir a visita :)
• Sua opinião é super importante e é o que me motiva a continuar postando. Obrigada desde já por comentar!

Postagens mais visitadas deste blog

Pin-ups trevosas do Brasil (post em parceria com a @violet.coffin)

Pin-ups alternativas brasileiras (Parte II)

Pin-ups alternativas brasileiras (Parte III)